1001 palavras... Palavras para quê?

Pega-me... Arrasta-me... Leva-me contigo... Para sempre... Através do caminho da felicidade... Para esse cantinho só teu.. Chamado... Coração...

Name:
Location: Mértola, Alentejo, Portugal

Monday, November 15, 2004

Guilty..

Não posso deixar de pensar que era uma prenda de anos linda!! Quase tão linda como quem ma queria proporcionar...Culpado... ou, neste caso específico, culpada! sim, tu!, tu sabes bem quem és, és a culpada por eu tar assim, por eu neste momento ser feliz como nunca fui até aqui, és a culpada por teres dado uma nova luz, um novo rumo à minha vida, rumo que tanto procurei e que, afinal, estava tão perto de mim, tão inacreditavelmente perto, tão perto o sentia já à muito tempo, mas que muitas vezes não o quis ver.
Porquê? Porque é que me mantive cego, estupidamente cego quando só eu não via o que sentia, quando só eu não quis ver o quanto era amado, o quão feliz era quando estava contigo e, essencialmente, o quão feliz tu eras comigo... tempos em que, mais uma vez, utilizei essa desculpa esfarrapada, esse véu que é a distância, essa metáfora tão utilizada, tão banalizada, mas tão eficaz. Já antes tinhas sido vítima dela, lembras-te? É claro que te lembras, como poderias esquecer... mas nesse caso, eram 50 Km, enquanto a "minha distância" eram 232...
Mas conseguirão 50, 232, 1001, ou até mesmo mais Km disfarçar, omitir, esconder o que um coração sente? Será possível que 2 horas de viagem, um País, um oceano consigam separar realmente este laço, esta força, tudo isto a que chamamos amor? Não, inequivocamente não! Quem gostar, quem amar (porque é muito diferente gostar de amar..) realmente não se deixa vencer por nada nem ninguém, quem ama é o mais poderoso dos seres, porque possui a mais poderosa das armas, uma arma invisível, mas tão forte que nos leva ao céu e ao inferno ao mesmo tempo, que nos faz rir e chorar no mesmo minuto, que nos faz viver a vida tão intensamente quanto posível e que, acima de tudo, e é por isso que tanto procuramos o amor, nos faz felizes...Felicidade... como andei enganado em relação a ela, como me julgava feliz sem ti, sem te ter a meu lado, sem acordar contigo a olhar para mim, sem o teu sorriso, esse sorriso que durante tanto tempo escondeste do mundo, esse sorriso que me cativa, esse sorriso que me diz que és feliz a meu lado, que me torna o mais feliz dos humanos... pergunto-me porquê... porquê eu, porque me calhou a mim em sorte? Porque me veio cair à mão semelhande riqueza? Considero-me não só o mais sortudo como o mais rico dos Homens, porque não tem preço esta felicidade, isto que sinto por ti...
Devem estar a perguntar-se... "Porque ainda não disseste que a amas? Porque ainda não te referiste em especial ao amor que vos une?"... são, realmente questões oportunas, mas que têm uma resposta bem mais fácil que aquela que esperam: simplesmente porque não é amor! Não é nem nunca será amor, é de certeza algo mais que isso que nos une... olhar-te nos olhos quando dizes que me amas, e sentir-te desapontada por não te conseguires exprimir melhor... nem tu, nem eu, nem quem tem o dom da palavra o conseguiria fazer, porque não há, é indiscritível esta sensação... que me faz tremer com o seu peso, com a responsabilidade de te manter feliz... de te fazer feliz como me fazes a mim...
Quero-te aqui... para sempre... quem me dera parar os ponteiros do tempo e ficar para sempre abraçado a ti, sentir-te junto a mim e desejar que o mundo acabe naquele momento... na perfeição de um simples momento... na perfeição de uma simples pessoa... TU!!!!! AMO-TE!!

5 Comments:

Blogger JusT_a_GirL said...

Amar alguém e ser correspondido é a melhor coisa do mundo. É uma sensação indescritível que nos faz sentir totalmente em paz connosco próprios e com os outros. Como disseste, faz-nos querer que o tempo pare quando estamos sós com o nosso amor para podermos aproveitar a plenitude desses momentos!

*

November 16, 2004 at 2:19 PM  
Blogger Shadow said...

Bela declaração de amor, senhor Marcos!
Gostei de ler e tenho a certeza de que a tua amada também gostará. :)
Bem.... a just_a_girl tb já disse tudo, concordo com ela.
lol
Kisses*****

November 16, 2004 at 4:02 PM  
Blogger xaiia said...

eu sei k krias k eu comentasse mas oje tou demasiado cansada para o fazer..ontem durmi bue mal e sinto me bue cansada...mas enqt n faço o comentario como deve ser kria dizer t apenas k és a k eu mais amo neste mundo..nc te kero perder..amo te muito

November 16, 2004 at 11:28 PM  
Anonymous Anonymous said...

qual é a abrangencia da palvra amo-te? muitas vezes é muito pouco relativamente aquilo que realmente sentimos.... ai entra o nosso "amo-te" nao verbal... aquele que conseguimos transmitir por um abraço, um beijo, um toque, um olhar.... para mim é a melhor maneira de amar.... com a linguagem do corpo... é a mais fiel e aquela que mais pode dizer... porque sim, as palvras sao delineadas demais! embora possuam sgnificados diferentes de pessoa para pessoa, muitas vezes encontramo-nos limitados pela linguagem verbal.... um olhar e um abraço... no momento certo... podem dizer muito mais que 1001 palavras....


beijo grande

November 23, 2004 at 12:36 AM  
Blogger xaiia said...

eu sei k este texto ja foi escrito a algm tmpo ms oje deu-me vontade de ler estas coisas que tu escreves e acabei por kerer deixar aki alguma coisa..
n sei kem foi a ultima pessoa k deixou aki este comment mas so keria dizer k essas palavras..cada palavra k usaste,unindo cada uma das frases foram as palavras mais certas k ate oje traduzem o k sinto..akilo que queremos explicar por palavras mas que é mpossivel e k se acaba por traduzir em tt coisa k n palavras..tt coisa k n simples palavras..
e é assim que me sinto kd estou ctg..kd as palavras n chegam para te mostrar o k significas para mim e entao o coração e os sentimentos tomam conta d nos..

amo-te

January 12, 2005 at 10:57 PM  

Post a Comment

<< Home